Metrô de Belo Horizonte

Belo Horizonte é a capital do estado brasileiro de Minas Gerais, situado ao sul do país, e tem uma população com mais de cinco milhões de habitantes em sua área metropolitana. A cidade foi construída com a intenção de se transformar no centro político, econômico e cultural do estado, e tem experimentado um notável crescimento nas últimas décadas.


Por ser a terceira cidade mais povoada do Brasil, atrás apenas das megalópoles de São Paulo e Rio de Janeiro, tem sido sede de importantes eventos, como por exemplo ter sido uma das cidades escolhidas para a copa do mundo em 2014. Por tal motivo, Belo Horizonte tem uma grande demanda de serviços, sobretudo no que diz respeito às necessidades de transporte. Na década de 80, a administração da cidade observou que o crescimento demográfico da cidade demandava a criação de um sistema de transporte massivo, assim, no ano de 1986, o Metrô de Belo Horizonte abriu suas portas.

O serviço de metrô começou a funcionar com apenas cinco trens, dado que o governo federal da época decidiu cancelar o projeto de aquisição de mais unidades. Não foi senão até 1991 que graças a uma decisão do Congresso Nacional, a compra de mais 20 veículos foi aprovada, completando dessa forma, uma frota de 25 unidades. Atualmente, o Metrô de Belo Horizonte conta com uma linha de 37km, e de acordo com os planos de expansão, duas novas linhas serão adicionadas ao sistema, ampliando-o com mais 30 km de extensão.

Linhas e Estações

O Metrô de Belo Horizonte é composto por uma única linha, a qual percorre 37km partindo da estação Eldorado, no município de Contagem ao Norte da cidade, até o terminal Vilarinho na região de Venda Nova, localizada no Sudoeste. Conta com 19 estações divididas em 28,1 km. A quilometragem restante faz parte do trajeto que leva os trens aos seus estacionamentos. O metrô transita integralmente pela superfície, ao contrário do que geralmente se espera de um metrô. Seu percurso abrange os principais setores da cidade, atendendo diariamente cerca de 840.000 pessoas. Os trens circulam a uma velocidade média de 40 km/h, e a frequência entre cada trem oscila entre 4 – 10 minutos.

Estações

  • Estação Eldorado: Localizada em Contagem. Endereço: Rua Jequitibás, 530. É uma das estações terminais, e a mais transitada do Metrô Belo Horizonte.
  • Estação Cidade Industrial: Presta serviço aos bairros de Camargos e Santa Maria. Endereço: Rua Diamante, 50 - Camargos.
  • Estação Vila Oeste: Pelo endereço onde se situa, atende às localidades de Vila Oeste, Vista Alegre, Madre Gertrudes, Nova Gameleira e Cabana do Pai Tomás. Endereço: Rua Quilombo, 300 - Vila Oeste.
  • Estação Gameleira: Se encontra ao lado do centro de eventos Expominas no Parque de Exposições de Minas Gerais. Endereço: Rua Conde Pereira Carneiro, 495 - Gameleira.
  • Estação Calafate: Seus serviços são prestados aos moradores do bairro Calafate. Endereço: Rua Extrema, nº. 120 - Calafate.
  • Estação Carlos Prates: Sua localização permite com que atenda a demanda dos bairros Carlos Prates e Barro Preto. Endereço: Av. Nossa Senhora de Fátima, 2.875 - Carlos Prates.
  • Estação Lagoinha: Conecta o bairro da Lagoinha com o centro de Belo Horizonte e com o terminal Rodoviário de ônibus. Endereço: Av. Nossa Senhora de Fátima, 1.295 - Lagoinha.
  • Estação Central: Se encontra no exato centro da cidade, próximo à Boulevard Arrudas. Endereço: Praça Rui Barbosa, s/nº - Centro. É famosa por comportar eventos culturais dentro de suas instalações.
  • Estação Santa Efigênia: Localiza-se no setor de Santa Efigênia. Em seus arredores há uma grande quantidade de hospitais, e também a faculdade de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Endereço: Rua Conselheiro Rocha, 2.387 - Santa Efigênia.
  • Estação Santa Tereza: Funciona no bairro de Santa Tereza, e fica próxima ao Hospital Mário Penna e à Câmara Municipal de Belo Horizonte. Endereço: Rua Mármore, 1.020 - Santa Tereza.
  • Estação Horto Florestal: Está situada entre os setores Horto e Sagrada Família, atendendo aos moradores de ambos. Endereço: Rua Conselheiro Rocha, 4.050 - Horto.
  • Estação Santa Inês: Está localizada no bairro de Santa Inês, próxima ao Jardim Botânico, ao Instituto Agronômico e ao Museu de História Natural. Endereço Av. Contagem, 30 - Santa Inês.
  • Estação José Cândido da Silveira: Também se situa no bairro Santa Inês. Endereço: Rua Gustavo da Silveira, 1.820 - Santa Inês.
  • Estação Minas Shopping: Se encontra na localidade do bairro de São Paulo, em frente ao centro comercial Minas Shopping. Endereço: Rua Queluzita, 300 - São Paulo.
  • Estação São Gabriel: Como a anterior, encontra-se no bairro São Paulo, e está próxima ao Mercado Municipal. Endereço: Av. Cristiano Machado, 5.600 - São Paulo.
  • Estação 1º de Maio: Está situada no setor Primeiro de Maio, há alguns metros da Secretaria Municipal de Saúde. Endereço: Av. Cristiano Machado, 9.040 - Primeiro de Maio.
  • Estação Waldomiro Lobo: Funciona na localidade do bairro de Heliópolis, entre as avenidas Waldomiro Lobo e Saramenha. Endereço: Av. Cristiano Machado, 9.184 – Heliópolis.
  • Estação Floramar: Sua localização é no bairro Floramar. Endereço: Av. Cristiano Machado, nº. 10.411 - Floramar.
  • Estação Vilarinho: Oferece mobilidade ao setor da Vila Clóris, adjacente aos Cemitérios Bosque da Esperança e Cemitério da Consolação. Endereço: Av. Vilarinho, nº 36 - Vila Clóris.

Horários e Conexões

O metrô de Belo Horizonte possui horários fixos das segundas aos domingos, sem nenhuma variação, exceto em situações específicas. Todas as estações do sistema abrem suas portas às 05:40 da manhã, com exceção das estações Vilarinho, São Gabriel e Eldorado, que abrem ás 05:15 da manhã. O serviço se encerra às 11:00 da noite.


Ainda, o serviço do metrô de Belo Horizonte se conecta a rotas complementares de ônibus, com o intuito de atender às localizações aonde sua linha não chega. Algumas dessas rotas são:

  • Rota 401 Cidade Industrial / Santa Maria: Se encontra na estação Cidade Industrial, e se vincula a ônibus que atendem à região de Santa Maria.
  • Rota 402 Cidade Industrial / Camargos: Também na estação Cidade Industrial, é uma linha que ônibus que presta serviço à comunidade de Camargos.
  • Rota 202 Estação Vila Oeste / Nova Cintra: Como o próprio sugere, conecta a estação Vila Oeste ao setor de Nova Cintra, e vice-versa.
  • Rota 204 Estação Vila Oeste / Nova Gameleira: Une a estação Vila Oeste com a região de Nova Gameleira.
  • Rota 205 Calafate/Buritis: Vai da estação Calafate até a região de Buritis.

As estações Vilarinho, São Gabriel, Cândido da Silveira e Eldorado, estão integradas ao serviço de ônibus de Belo Horizonte, os quais estão espalhados por toda a cidade. A estação Central possui conexão direta com a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) que conecta Belo Horizonte com o Estado do Espírito Santo. A estação Lagoinha se conecta a um terminal de ônibus regionais que percorrem todo o Brasil. Ambas estão interligadas aos serviços de ônibus local.

Belo Horizonte

Tarifas

Não há complicação alguma em utilizar o Metrô de Belo Horizonte. Existem duas opções para utilizar seus serviços. Passagens comuns e/ou o cartão BHBUS, que também é habilitado para o uso de ônibus. Este último é reutilizável, contudo, não pode exceder o limite de seis viagens por dia.

Um bilhete para apenas uma viagem de ida custa mais ou menos R$ 1,80 reais (0,55 USD). Os de ida e volta custa R$ 3.60 reais (1,09 USD). Também há uma versão para dez viagens, chamado Bilhete Múltiplo, cujo valor é de R$ 16,20 reais (4,91 USD). A vantagem de adquirir passagens assim acaba sendo a comodidade de poder comprá-los rapidamente nos pontos de venda sem precisar fazer mais nada. Acabam sendo ideais para pessoas que estarão por curto períodos na cidade e que não fazem uso de outros meios de transporte, já que, caso precise utilizar as linhas de ônibus, você terá que fazê-lo usando o cartão BHBUS.

Os cartões BHBUS são disponibilizados em pontos de vendas dentro das estações, bem como em lugares autorizados. Seu valor inclui uma viagem de metrô e uma de ônibus, categorizados da seguinte maneira:

  • Tarifa A: R$ 4,05 (1,23 USD)
  • Tarifa B: R$ 4,85 (1,47 USD)
  • Tarifa C: R$ 5,80 (1,76 USD)
  • Tarifa D: R$ 6,10 (1,85 USD)
  • Tarifa E: R$ 6,30 (1,91 USD)
  • Tarifa F: R$ 4,60 (1,39 USD)
  • Tarifa G: R$ 5,60 (1,70 USD)
  • Tarifa H: R$ 4,20 (1,27 USD)
  • Tarifa I: R$ 5,15 (1,56 USD)

No caso de pessoas maiores de 65 anos o serviço é totalmente gratuito. Além disso, os funcionários do metrô são capacitados para oferecer qualquer tipo de solicitação demandada por parte de usuários idosos.

Crianças menores de 6 anos também têm passe livre no sistema de Metrô de Belo Horizonte. Por sua vez, pessoas com deficiência contam com atenção especializada, assim como com instalações apropriadas para suas necessidades. A empresa de transporte leva bastante a sério a inclusão de todos os usuários ao sistema, por esta razão, as estações possuem rampas e portas especiais, incluindo espaços específicos nos trens destinados a este público.

Regras

  • É terminantemente proibido o consumo de bebidas alcoólicas dentro das instalações do metrô, assim como nos vagões.
  • De igual forma, não é permitido o embarque nas unidades do metrô em estado de embriaguez ou sob o efeito de narcóticos.
  • Não é permitida a entrada de usuários sem camisa.
  • Não é permitido o porte de armas de fogo ou outros objetos considerados letais sem prévia autorização por parte das autoridades.
  • Não é permitido o transporte de elementos inflamáveis ou objetos explosivos nas instalações do metrô.
  • Não se permite fumar, nem nas instalações nem nos trens. A regra se aplica a todos os tipos de cigarros e charutos.
  • Se for utilizar algum reprodutor musical, o mesmo deverá ser feito com o uso de fones. Caso contrário, o passageiro poderá ser repreendido.
  • É proibida a prática de mendicidade nas estações e trens do Metrô de Belo Horizonte.
  • Não é permitida a venda ambulante de produtos nas instalações do metrô, a menos que se possua autorização prévia para tal.
  • É proibida a distribuição de folhetos e panfletos nos trens e estação do metrô, bem como a colocação de cartazes sem prévia autorização.
  • Em caso de haver mau uso das escadas rolantes, tal como subir em sentido contrário, representando perigo para sua segurança e a de outros usuários você poderá ser repreendido.
  • É proibido distrair ou incomodar os funcionários nas instalações do metrô. Tal ação poderá ser repreendida.
  • É proibida a entrada de usuários nas instalações restritas aos funcionários de operação.
  • Não é permitido o transporte de mercadorias cujo volume incomode outros usuários ou que possam danificar as instalações do sistema.
  • O transporte de animais pequenos é permitido, sempre e quando estejam em caixas especiais para seu transporte.
  • Os operadores do Metrô de Belo Horizonte podem negar o acesso às instalações no caso de pessoas que possuam alguma enfermidade ou infecção altamente contagiosa.
  • Não é permitido correr pelas estações e trens, nem tampouco gerar distúrbios ou agredir de qualquer maneira outros usuários.
  • As crianças devem sempre estar segurando na mão de algum acompanhante.
  • É terminantemente proibido causar danos às instalações do metrô ou fazer mau uso das mesmas.
  • Não é permitido colocar os pés nas paredes, bancos ou assentos dos trens. Tal ação poderá ser repreendida.
  • Não se permite em hipótese alguma jogar objetos nas vias do trem.
  • É proibido cruzar a linha amarela enquanto se espera o trem.
  • Os usuários do trem são proibidos de impedir a abertura ou fechamento das portas.
  • Os equipamentos de emergência são para apenas tal uso. Sua utilização sem propósito encontra-se proibida.
  • É proibido entrar na cabine do condutor do trem.

Algumas Curiosidades

  • Um trem do Sistema de Metrô de Belo Horizonte transporta a mesma quantidade de pessoas que 13 ônibus cheios.
  • Diariamente, o metrô realiza uma média de 300 viagens e mensalmente, 7.600.
  • Mais de 58 milhões de pessoas utilizam o Sistema de Metrô de Belo Horizonte anualmente.
  • Ao somar a quantidade de usuários que se deslocam diariamente nas 19 estações do Metrô de Belo Horizonte, obtém-se um número maior que 230.000.
  • A taxa de pontualidade dos trens gira em torno de 99,5%.
  • O metrô se conecta a 430 linhas de ônibus através das estações de integração.
  • Com fundos arrecadados pelo Metrô de Belo Horizonte, foram plantadas cerca de 60.000 árvores na cidade, o que soma um total de 25 hectares de vegetação.
  • O Metrô de Belo Horizonte conta com 25 trens em total, que pesam 202 toneladas, medem 91 metros de comprimento e 3 de largura.

Conexão com o Aeroporto

Não há conexão direta entre o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins e o metrô. Contudo, no caso de que os passageiros precisem chegar ao aeroporto a partir do centro da cidade, este podem optar pela seguinte alternativa: Uma vez no metrô, o passageiro deverá ir à estação Lagoinha; há alguns metros da entrada do metrô se encontra o terminal rodoviário de ônibus. Lá você disporá de rotas que viajam por todo o país. Localize a rota que presta serviço até o aeroporto. Você pode perguntar por elas nos pontos de vendas e balcões de informação. A distância entre o centro de Belo Horizonte e o aeroporto é de uns 45km, que podem ser percorridos em 1 hora, a um preço de R$ 13,45 (4,10 USD). É recomendado informar-se no site do terminal rodoviário a respeito dos horários disponíveis para essa rota.

Do mesmo modo, no caso de querer trasladar do aeroporto ao centro da cidade, haverá diferentes rotas de ônibus disponíveis, incluindo os que fazem paradas na Rodoviária. Você também terá à disposição rotas a outros terminais, como Álvares Cabral e Betim, que se localizam no centro de Belo Horizonte, mas com diferentes preços de traslado. No primeiro caso, o preço é de R$ 29,35 (8,95 USD), do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins até a Av. Álvares Cabral, na região central da metrópole. No caso de que seu destino seja Betim, cidade satélite da capital do Estado Minas Gerais, o preço do trajeto será de R$ 44,65 (13,61 USD). Esta rota também passa por Belo Horizonte.

Ampliações futuras

Entre 2001 e 2004 a empresa encarregada pela administração do Sistema de Metrô, CBTU, deu a conhecer o Plano Mestre de Transporte sobre Trilhos. Seu objetivo era a modernização e ampliação do sistema de trens urbanos que operam na região metropolitana de Belo Horizonte. Os encarregados do plano analisaram as principais artérias de vias da cidade, determinando o nível de demanda que teriam num futuro próximo, e chegaram à conclusão de que seria necessária a construção de duas novas linhas. A linhas 2 foi pensada para atender o trâmite Barreiro-Calafate, deslocando-se pelas avenidas Amazonas, Afonso Pena e pela área do hospital no bairro Santa Efigênia, atendendo também à comunidade de Santa Teresa, o que completaria um total de 19km.

A linha 3 conectaria as regiões de Pampulha com Savassi, e seria completamente subterrânea. Se estenderia pelas avenidas Antônio Carlos e Afonso Pena, ao longo de um total de 12,5km de extensão. Somada a esta, a linha 1, já existente, sofreria uma ampliação que lhe permitiria conectar-se com a cidade Betim. Com o projeto ainda em construção, se reestruturaria por completo o sistema de transporte na área metropolitana de Belo Horizonte, além de oxigenar o congestionado trânsito da cidade. Com toda esta ampliação, a demanda diária de passageiros se elevaria a 1,2 milhões, tornando-se o segundo maior sistema de metrô do Brasil, superando inclusive o do Rio de Janeiro.

Pontos turísticos

Próximo à estação central está a imponente Igreja de São José. Datada do ano de 1902, é uma das estruturas mais chamativas da cidade. É de estilo neomanuelino, uma corrente arquitetônica própria de Portugal, o que dá toques de originalidade. Este tipo de arquitetura é muito difícil de ser encontrada em países que não sejam de fala portuguesa, e os turistas podem apreciar sua grandeza na Rua Tupis, no centro de Belo Horizonte. A entrada é grátis, oferecendo assim, acesso livre sem problema algum.

Da mesma forma, também na estação Central, está localizado o Museu Força Expedicionária Brasileira (Museu FEB). Se trata de um lugar pequeno, mas muito rico em história. Traz um panorama sobre a expedição brasileira à Itália durante a segunda guerra mundial, quando o pais enviou 25.000 tropas em apoio à força dos aliados. É administrado pelos veteranos de dita empresa, com muitos dos quais se pode encontrar lá, sempre dispostos a contar suas anedotas acerca da guerra. Além disso, está sempre em exibição a artilharia utilizada, armamentos, tanques, entre outros artefatos de interesse histórico.

Na estação de Santa Inês, os visitantes podem encontrar o Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG, um lugar ideal para biólogos e amantes de plantas. Suas instalações também contam com espaços onde animais naturais da região são expostos, como macacos, cotias, tartarugas, entre outros. Na parte interna, são oferecidos jogos interativos, dirigidos aos pequeninos, através do quais se incentiva a aprendizagem da física.

Mapa do metro de Belo Horizonte

Mapa do metro de Belo Horizonte Alta resolução
Ver mapa em tamanho maior. Às vezes, pode levar algum tempo para carregar..

Mapa do metro de Belo Horizonte

  • Também conhecido como: Metrô
  • Passageiros/dia 160000
  • Taxas:
  • Operação 24 horas: No
  • Ar condicionado: No
  • Têm de andar entre os trens: No
  • Trens sem condutor: No
  • Screen Doors-Platformn: No
  • Operador: CBTU
  • 01.80R$
  • Belo Horizonte Metrô Site Oficial
  • Tlf: +55 31 3250 3900

Ajude-nos!

Se você acha que a informação que nós publicamos está errada, pouco precisa, ultrapassada, ou se alguma tradução está incorreta, e quer nos ajudar a melhorar as informações... entre em contato conosco aqui: .

Sinta-se a vontade também para entrar em contato conosco caso você não encontre o sistema que está buscando, e nós o incluiremos o quanto antes possível!

Muito obrigado!

** CREDITS!!